DICAS: REUNIÃO DE PAIS E MESTRES


A escola deverá validar a participação da família no processo educativo dos alunos. Para tanto, deve, entre tantas atribuições, promover reuniões com os familiares após cada unidade didática. Assim sendo, lanço as seguintes sugestões: a direção deve ficar atenta aos pais, a comunidade educativa, se fazendo sempre presente na escola; Espalhar varais com cartazes dos alunos na escola; enviar documentos/informações  aos pais, além de convites para as reuniões; apresentar a escola aos pais, inclusive a proposta pedagógica.

  • I UNIDADE DIDÁTICA – recepção aos familiares no portão da escola com a entrega de uma mensagem de boas-vindas; leitura coletiva da mensagem citada; dinâmica de apresentação dos participantes – correio da identificação; apresentação da proposta pedagógica, em slide, aos pais, de forma clara e direta; dinâmica de reflexão; apresentação das normas regimentais, incluindo as atribuições dos alunos, escola e família; resultados da unidade didática;canto coletivo de uma música.
  • II UNIDADE DIDÁTICAabertura da reunião com uma rodada conversa; discussão acerca da perspectiva atual de educação, levando para a mesma, o Índice de Desenvolvimento da Educação – IDEB; apresentação sobre o IDEB – conceito, aplicabilidade e resultados nacional, estadual, muncipal e da escola; resultados da unidade didática.
  • III UNIDADE DIDÁTICAabertura com uma dinâmica de entrosamento – devo, não devo;  palestra sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente; aplicação individual de uma enquete sobre o ECA.
  • IV UNIDADE DIDÁTICA –aberturacom uma música; palestra sobre valores humanos na escola e na família; construção coletiva de um painel.

ANEXOS

  • Correio da Identificação – cada participante deverá se apresentar, eleger outro para observar e destinar palavras de sucesso; Para terminar a mediadora do encontro deverá solicitar um abraço coletivo.
  • Painel – na sala de aula poderá ser montado um painel tratando de Valores na Escola. Exemplos: “Recadinhos do Respeito” (os participantes fixam bilhetes para os filhos requerendo a execução de atos de respeito).
  •  Devo, não devo – cada participante deve expressar por meio de desenhos atitudes coletivas – “devo, não devo”. A mediadora expõe os desenhos e discute-se, a partir daí, as normas de atitudes destinadas ao bem coletivo.

Robélia Aragão

Professora/Coordenadora

 

Anúncios