Celebração e Respeito


Amigos, pratiquemos a PAZ e o RESPEITO neste mundo tão competitivo, no qual ora se perde, ora se ganha. Saibamos validar as opiniões, concepções e expectativas, pois estas são temporais. Mudam-se em conformidade com as demandas do tempo e espaço. Neste momento – culminante de uma etapa da democracia, as pessoas precisam ser serenas para celebrar as metas atingidas e respeitar os que não conseguiram. Filtrem. Silenciem. Vencedores – Celebrem sabiamente. Os que não lograram bons resultados: Compreendam de modo maduro.
Atentai para que relações não sejam atingidas com palavra e atos. Efêmero. Respeitemos o outro – criança, jovem, adulto e idoso, para que, também, sejamos respeitados nas nossas fragilidades. Aprendamos que “menos” e “mais”. Aprendamos que por conta do contexto inverdades são ditas. A euforia da vitória e a decepção da derrota não podem ser o fim, mas a mola propulsora de novos caminhos e projetos de vida.Também,não podemos ser motivos para geração de conflitos, mas de aprendizagem. Não esqueçamos que perdemos entes queridos, dores irreparáveis. Podemos ser os próximos. Logo, não percamos nosso tempo motivado com aquilo que nos diminui. Usemos a alteridade.

( Robélia Aragão)