Irmãos(Ana Paula Valadão)


 

Como pode ser
Feitos da mesma forma
Criados com o mesmo amor
Vivendo a alegria e dor

Como pode ser
Somos tão diferentes
Mais quando nos encontramos
Ou mesmo de longe oramos
Irmãos

Sua alegria é minha alegria
Suas lágrimas choro também
Não importa o que venha na vida
Irmãos
Somos Irmãos

Irmãos são feitos assim
Tão diferentes
Mais o amor que corre nas veias
É maior do que tudo

Irmãos são feitos assim
Sorrindo e chorando
Mais o amor que corre nas veias
É maior do que tudo.

Atividade com música: Mulher Rendeira.


Vamos cantar? Vamos sambar?

renda
Imagem da internet

Mulher Rendeira

Olê muié rendera
Olê muié rendá
Tu me ensina a fazê renda
Que eu te ensino a namorá

Lampião desceu a serra
Deu um baile em Cajazeira
Botou as moças donzelas
Pra cantá muié rendera

As moças de Vila Bela
Não têm mais ocupação
Se que fica na janela
Namorando Lampião

1ª Etapa: Apresentação da Música.

  1. Organização de uma grande roda.
  2. Canto coletivo sob a orientação da professora.
  3. Dança coletiva da música em forma de samba.
  4. Acompanhe a apresentação do aspecto histórico da canção feita pela professora. Faça registros dos pontos importantes.

2ª Etapa: Agora responda as questões a seguir:

  1. A rendeira é uma personagem nordestina. O que faz uma rendeira? Em quais peças podemos visualizar sua arte?
  2. Na Bahia encontramos rendeiras em Dias D´Ávila, Saubara, Xique-Xique, Ilhas de Maré, dentre outros lugares. Por que esta atividade está cada vez mais rara?
  3. Qual o perfil das mulheres rendeiras?
  4. Por que, normalmente, estas mulheres rendeiras se organizam em Associações?
  5. Quais são os tipos de renda? Explicite.
  6. Você conhece alguma rendeira  ou já ouvi falar sobre a mesma? Já adquiriu ou teve acesso a alguma produção? Porque as rendas são consideradas tradicionais?
  7. Nos últimos Jogos Olímpicos – Rio 2016, ocorrido no Brasil, as Ganhadeiras de Itapuã, retrataram as rendeiras da Bahia com uma belíssima apresentação, provocando emoções no público. Qual a importância da visibilidade dada a esta atividade artesanal?
  8. Vamos cantar a música em forma de samba? Que tal colocar o corpo para mexer?!
  9. Reescreva os versos da canção numa linguagem padrão, atentando para as questões regionalistas.

 

 Professora Robélia Aragão

download

Marinheiro só (música popular)


000 MARINHEIRO E MARUJOS A MARCA ancora

Eu não sou daqui, 
Marinheiro só. 
Eu não tenho amor, 
Marinheiro só. 
Eu sou da Bahia, 
Marinheiro só. 
De São Salvador. 
Marinheiro só. 
Oi, marinheiro, marinheiro, 
Marinheiro só. 
Quem te ensinou a navegar? 
Marinheiro só. 
Foi o balanço do navio, 
Marinheiro só. 
Foi o balanço do mar. 
Marinheiro só. 
Lá vem, lá vem, 
Marinheiro só. 
Como vem faceiro, 
Marinheiro só. 
Todo de branco, 
Marinheiro só. 
Com seu bonezinho. 
Marinheiro só. 
Lá vem, lá vem, 
Marinheiro só. 
Como vem faceiro, 
Marinheiro só. 
Todo de branco, 
Marinheiro só. 
Com seu bonezinho. 
Marinheiro só.

Banda Malta – Diz pra mim


Você está na sombra do olhar
Pensei em te guardar
Mas foi melhor assim
Na sombra do olhar
Tentei te encontrar
Mas nada além de mim

De onde estou posso ver
O caminho que me leva a você

Diz pra mim
O que eu já sei
Tenho tanta coisa nova pra contar de mim
Diz pra mim
Sobre você

Você está na sombra do olhar
Pensei em te guardar
Pra nunca mais ter fim
Na sombra do olhar
Tentei te encontrar
Mas nada além de mim

De onde estou posso ver
O caminho que me leva a você

Diz pra mim
O que eu já sei
Tenho tanta coisa nova pra contar de mim
Diz pra mim
Sobre você
Que é a hora certa pra recomeçar do fim

Diz pra mim
O que eu já sei
Tenho tanta coisa nova pra contar

Diz pra mim
O que eu já sei
Tenho tanta coisa nova pra contar de mim

Recomeçar
Do fim

http://www.kboing.com.br/malta/1-1326412/

Amor Pra Recomeçar (Live In London)


(Versão Jorge e Mateus)

Eu te desejo 
Não parar tão cedo 
Pois toda idade tem 
Prazer e medo 

E com os que erram 
Feio e bastante 
Que você consiga 
Ser tolerante 

Quando você ficar triste 
Que seja por um dia 
E não o ano inteiro 
E que você descubra 
Que rir é bom 
Mas que rir de tudo 
É desespero 

Desejo 
Que você tenha a quem amar 
E quando estiver bem cansado 
Ainda exista amor 
Pra recomeçar 
Pra recomeçar 

Eu te desejo muitos amigos 
Mas que em um 
Você possa confiar 
E que tenha até 
Inimigos 
Pra você não deixar 
De duvidar 

Quando você ficar triste 
Que seja por um dia 
E não o ano inteiro 
E que você descubra 
Que rir é bom 
Mas que rir de tudo 
É desespero 

Desejo 
Que você tenha a quem amar 
E quando estiver bem cansado 
Ainda exista amor 
Pra recomeçar 
Pra recomeçar 

Eu desejo 
Que você ganhe dinheiro 
Pois é preciso viver também 
E que você diga a ele 
Pelo menos uma vez 
Quem é o dono de quem 

Desejo 
Que você tenha a quem amar 
E quando estiver bem cansado 
Ainda exista amor pra recomeçar 
Pra recomeçar 
Pra recomeçar 
Recomeçar 
Pra recomeçar…

* “Desejo a todas as pessoas!” (Robélia)

http://www.kboing.com.br/jorge-e-mateus/1-1278303/

 

A Canção que faltava ( Isabella Taviani)


Eu não sabia mais sonhar 
Eu preferia só ficar, sozinha nessa estrada 
Eu esquecia quem sou eu 
Eu refletia como o breu, antes da sua chegada 

Você me trouxe o porque 
Me fez sorrir por merecer 
Me deu seu horizonte e a ponte pra acessar 
O brilho desse sol em mim e a coisa toda de ruim 
Se foi. 

Acordo antes de você só pra ver o teu sorriso 
Quando abre os olhos e me vê. 
Pronto, o dia já se iluminou 
Razões pra ir em frente eu tenho aos milhões 

E no café ao meio dia 
Você prepara o que eu queria 
Um beijo acompanhado de ontem 
Do corpo que eu maltratei de tanto te querer bem. 

Inacreditável, eu me sinto confortável ao lado seu 
É que eu não sabia que a vida me traria o que jamais me deu. (2x) 

Minha boca não consegue mais, desgrudar da tua pele 
Da sua saliência, dos teus sais 
De tudo que emana aqui 
Quando o amor a gente faz e nunca é demais 

Ah se eu pudesse descobrir de onde vem o seu poder 
Onde mora o seu mistério, o seu remédio 
Prescrito pra me absorver do mundo que ficou 
Pra trás 

Inacreditável, eu me sinto confortável ao lado seu 
É que eu não sabia que a vida me traria o que jamais me deu. (2x) 

http://www.kboing.com.br/isabella-taviani/1-1249859/