ARTICULANDO OS PROJETOS ESTRUTURANTES:


TEMÁTICA: REVIVENDO OS ANOS 80.

ARTICULANDO OS PROJETOS ESTRUTURANTES

EXERCÍCIO: 2015

 

UNIDADE ESCOLAR: COLÉGIO ESTADUAL D. PEDRO I

COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NRE17/AUTORIA: ROBÉLIA ARAGÃO

NRE17/ NUPAIP: 06

 

Justificativa:

A unidade escolar, pensando em revigorar os projetos estruturantes, sentiu a necessidade de levantar alguns questionamentos, a exemplo: Como fugir um pouco das práticas anteriores? Como articularmos os projetos estruturantes, sem perder de vista as demais ações na escola? Como apresentar textos e músicas diferentes daqueles do cotidiano dos alunos? Diante desta escuta,  surgiu a ideia desta temática, uma vez que oportuniza aos alunos direcionarem seus olhares pesquisadores para uma época de referências sócio-culturais significativas, de modo que possam articular os conteúdos propostos no currículo escolar as vivências artísticas contextualizadas. Esta, também, focaliza as pesquisas e transversaliza envolvendo os sujeitos envolvidos neste processo de construção. Ademais os anos 80 fora relevante para a musicalidade, para o contexto artístico brasileiro, a época surgiram bandas diversas, apesar deste movimento ser contrário ao meio econômico, considerado estagnado. Em nosso país a transição entre a ditadura e o regime democrático  refletiu pertinentemente na produção artística-cultural.

Diante disto, elaborou-se esta sequência didática para fins de auxiliar aos professores a desenvolverem-na de modo articulado e em regime de parceria, respeitando as diversidades das etapas, modalidades, séries/anos e eixos temáticos.

Objetivo Geral:
  • Articular os programas estruturantes (AVE, FACE, TAL, EPA, PROVE) a partir da temática – Revivendo os Anos 80 – em consonância com os diversos contextos sócio-político-histórico-cultural e as diretrizes pedagógicas atuais.
Objetivos Específicos:
  • Desenvolver as ações dos Projetos Estruturantes de modo articulado, respeitando as especificidades de cada um;
  • Apresentar estilos/gêneros e artistas dos anos 80 aos alunos;
  • Acessibilizar informações sócio-político-histórico-culturais acerca dos anos 80;
  • Envolver os alunos nas atividades sequenciais dos projetos estruturantes, utilizando estratégias diferenciadas, respeitada a temática.
Conteúdos:

Anos 80: Contextos sócio-político-histórico-culturais; Acontecimentos e fatos importantes na perspectiva mundial;  Contextos artísticos culturais – musicais e outros da época; Estilos de Moda;

Público Alvo:

 Alunos dos Ensinos Fundamental e  Médio, este último incluindo a modalidade Educação de Jovens e Adultos – EJA.

Encaminhamentos Didáticos: Revivendo os Anos 80.

Pensou-se em encaminhamentos didáticos, que devem ser adaptados às turmas, de modo que as necessidades de aprendizagem dos alunos sejam consideradas, bem como, os objetivos curriculares e de cada projeto seja referendado, sem perder de vista a participação, a produção e manifestações orais, escritas, dançantes, dentre outras.

FESTIVAL DA CANÇÃ ESTUDANTIL – FACE

Os professores deverão mediar, através de estratégias diversas, os seguintes encaminhamentos didáticos previstos, utilizando a criatividade e coesão entre os anos 80 e os conteúdos curriculares da área de Linguagem. Eis algumas ações sugestionadas para serem propostas aos alunos:

  • Pesquisar os contextos musicais  da época dos anos 80, considerando os diversos gêneros e estilos;
  • Pesquisar principais cantores e bandas nacionais;
  • Coletar informações da Música Popular Brasileira, banda pop e de rock and rool;
  • Fazer análise crítica musical de letras da época;
  • Produzir paródias, a partir das letras/músicas dos anos 80;
  • Estabelecer um elo entre as produções e a “versificação/ poema;”
  • Reviver alguns gêneros musicais dos anos 80 – Balada flasback;
  • Realizar um programa “Qual é a música?”;
  • Produzir letras/melodias  inspirados nas produções dos anos 80;
  • Revisar os textos dos alunos sem interferir na originalidade;
  • Ensaiar as músicas para fins de apresentação no festival;
  • Participar do festival nas diversas etapas.;
  • Convidar a comunidade a participar.
ARTES VISUAIS  – AVE
  • Pesquisar sobre a art deco, new wave e suas relações com os anos 80;
  • Pesquisar relação de artistas plásticos da década de 80 para coleta de informações e inspiração das obras;
  • Explorar a década de oitenta, seus meios artísticos tradicionais, o fortalecimento da arte conceitual e do abstracionismo;
  • Verificar quais meios tecnológicos interferiu na arte desta época, tornando possível o surgimento da videoarte;
  • Estabelecer as relações propostas à época entre o espaço público e a obra de arte enquanto intervenção urbana e à arte pública;
  • Encontrar informações importantes a respeito dos artistas neo-expressionistas: Guto Lacaz, Cildo Meireles, Tunga, Carmela Gross, Dudi Maia Rosa, Rafael França, Ivald Granato, Marcelo Nitsche, Mário Ramiro, Hudnilson Junior, Daniel Senise e Alex Flemming;
  • Realizar uma exposição de artes visuais da década de 80, usando slide;
  • Fazer um levantamento de temas e situações problemas referentes aos anos 80, que também possam servir de inspiração;
  • Explorar algumas técnicas/formas de artes visuais, como cerâmica, desenho, pintura, escultura, gravura, design, artesanatos, fotografia, arte decorativa;
  • Produzir obras de artes visuais diversas, respeitando as regras do projeto e inspirados na temática;
  • Participar das etapas do AVE;
  • Fazer a exposição das produções feitas para a comunidade.
Tempos de Artes Literárias – TAL
  • Pesquisar características da literatura dos anos 80;
  • Levantar informações dos principais poetas que influenciaram e/ou produziram nos anos 80;
  • Pesquisar a existência dos principais poemas dos anos 80 e suas características;
  • Produções textuais inspiradas na história, bibliografias, produções diversas, atuações e outros aspectos de personalidades/pessoas importantes na história, por exemplo, Madre Tereza de Calcutá, Papa João Paulo II, Tancredo Neves, etc..
  • Organizar atividade permanente, estipulando “Hora da Poesia” , estipulando um cronograma para apresentações de poemas, a saber, na hora do intervalo.
  • Participar das etapas do TAL.
Produções Visuais Estudantis – PROVE:
  • Pesquisar a Diversão Eletrônica na década de 80 e comparar com a atual;
  • Pesquisar filmes exibidos no cinema dos Anos 80 – filmes que possam ganhar um caráter educativo;
  • Exibir filmes a partir de atividades direcionadas;
  • Produzir sinopses dos filmes exibidos;
  • Aprender a manusear recursos tecnológicos, dentre eles, o celular e câmara fotográfica/vídeo, para fins de registar as atividades/produções executadas;
  • Produzir pequenos vídeos inspirados nos anos 80, articulando com as demandas/fatos atuais;
  • Organizar uma Sessão de Curtas – Exibições dos vídeos produzido pelos alunos.
  • Participar das etapas do projeto, através de orientações concedidas pelo professor.
Educação Patrimonial e Artística  – EPA
  • Pesquisar sobre a diversidade patrimonial;
  • Buscar conhecimentos locais e brasileiros sobre os patrimônios culturais matérias e imateriais da década de 80, bem como, os atuais;
  • Fazer aulas-passeios;
  • Registar as pesquisas mediante fotografia e textos;
  • Sistematizar álbuns/portfólios;
  • Expor os registros feitos;
  • Participar das etapas do projeto, sob a orientação da equipe.
DANÇA
  • Pesquisar sobre as danças dos anos 80;
  • Inspirar-se nas apresentações de musicais da década de 80, articulando com as expectativas atuais.
  • Pesquisar sobre os contextos de cada apresentação musical.
  • Realizar Campeonatos de dança, inspirados nos anos 80;
  • Participar das etapas do projeto, mediante orientações,
METODOLOGIA

Para o desenvolvimento desta proposta os professores deverão estar articulados e envolvidos com as propostas de cada projeto, de modo que possam usar a interdisciplinaridade na ação pedagógica. Deverão além de estabelecer um elo das temáticas com os conteúdos das áreas, poderão utilizar de diversas estratégias: atividades individuais e em grupo; escuta, canto e interpretação de canções; exibições de vídeos/filmes; pesquisas bibliográficas e de campo; produções textuais; leituras individuais e compartilhadas, pesquisas de cenário e figurino de acordo com os anos 80; realização de shows de calouros; estudos de conteúdos dos projetos associados aos das disciplinas, dentre tantas. Também, deverão estabelecer um cronograma de ação e distribuição das atividades estreitas às áreas curriculares, adaptando as etapas e modalidades de ensino, estas culminando em eventos abertos à comunidade, e, a depender, participando das demais etapas de cada projeto.  A proposta poderá ser desenvolvida no período de 3(três) meses aproximadamente.

AVALIAÇÃO

 A avaliação deverá ser realizada através da observação e registro da participação dos alunos nas diversas fases de cada projeto, de modo que sejam respeitados os seguintes critérios: frequências nas atividades; qualidade das pesquisas; sistematização das informações; elementos criativos e expressivos; desenvoltura, considerando as atribuições limitações e acertos.

SUJEITOS ENVOLVIDOS:   
  • Professores das turmas do Ensino Fundamental, Ensino Médio e da Educação de Jovens e Adultos; Professor comunitário e Monitores do Programa Mais Educação; servidores de apoio; equipe diretiva; parceiros externos à escola.

 

Anúncios

Sequência didática: Trabalhando com música em sala de aula.


Justificativa:

A Sequência didática: Trabalhando com música em sala de aula foi pensada para ser desenvolvida nas escolas públicas estaduais, em especial de Nova Soure – Bahia, de forma que gradativamente a música possa ser respeitada no currículo. Além disso, para melhor subsidiar aos professores no desenvolvimento de atividades, respeitadas as diretrizes do projeto estruturante da rede Festival Anual da Canção Estudantil – FACE do Estado da Bahia.

Objetivos das sequência didáticas:

  1. Desenvolver estas sequências didáticas articulando a proposta do Festival Anual da Canção Estudantil – FACE do Estado da Bahia.
  2. Aproximar os alunos de vários gêneros musicais mediante orientações pedagógicas.
  3. Desenvolver no aluno a sensibilidade para  a identificação do som e suas variantes o ritmo e a linguagem.
  4. Desenvolver o raciocínio, a sensibilidade rítmica e auditiva do aluno, tornando-o mais receptivo a outras áreas do saber e mais sociável na interação com o ser humano.
  5. Trabalhar a música no currículo escolar.
  6. Lançar tarefas que propiciem momentos intercalados de apreciação de diversas obras, produção musical, leitura de textos, escrita de relatos e confecção de desenhos
  7. Estimular o estudo das modalidades musicais com o debate sobre o que significa uma produção artística de qualidade.
  8. Propiciar momentos de estudos para reforçar os níveis: fonológico , morfológico, fraseológico: como as orações se estruturam, semântico e textual.

Público Alvo: Alunos dos anos finais do Ensino Fundamental, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos.

Area do curriculo: Linguagem.

Sequência didática 1:

Nesta sequência didática, o professor deverá:

  1. Assistir ao DVD Língua Portuguesa, Volume III, 25, da TV Escola que trata da Análise de Letras de Música, de forma colaborativa com os professores das disciplinas afins, para  em seguida desenvolver uma atividade com os alunos.
  2. Explicar para os alunos os vários estilos musicais, podendo utilizar pequenos vídeos, textos, esquemas espostos em slides.
  3. Promover um debate com os alunos.

Sequência didática 2:

Nesta sequência didática, o professor deverá:

  1. Organizar os alunos na sala ou no pátio para a escuta de várias músicas,  os mesmos deverão se movimentar conforme o andamento e a intensidade da melodia.
  2. Escolher uma música para expor para os alunos, preferencialmente, uma conhecida por todos que não possui palavras ofensivas no que tange a atitudes de discriminação.
  3. Propor que um aluno leia a letra da música de forma poética.
  4. Pedir que todos cantem a música.
  5. Organizar um roteiro  com  questões relacionadas ao tema/assunto da música trabalhada e entregar ao alunado.
  6. Pedir que os alunos socializem as respostas, para quais os mesmos deverão fazer as devidas intervenções.

Sequência didática 3:

Nesta sequência didática, o professor deverá:

  1. Explicar os conceitos de Propor que, em grupo, os alunos escolham um estilo musical e, consequentemente, uma canção para parodiar, cujas temáticas possam envolver, por exempol, os seguintes temas: Meio Ambiente, Respeito ao Idoso, Direitos das Crianças e Adolescentes .
  2. Depois da construção e ensaio, cantar para os demais alunos da turma.

Sequência didática 4:

Nesta sequência didática, o professor deverá:

  1. Pesquisar  textos que tragam  as passagens que estabelecem a trajetória da música  no Brasil.
  2. Apresentar exemplos destas e de outras produções contemporâneas para existentes.
  3.  Pedir  que os alunos registrem as  características e pontos interressantes.
  4. Trabalhar, exemplificando, a versificação, rima, verso e características da música.
  5. Discutir com os alunos sobre a música, a partir das seguintes questões: As letras são longas ou curtas? Expressam algum sentimento, contam alguma história? Você considera que o ritmo é acelerado ou lento? Ele apresenta variações? Na sua percepção que instrumentos são usados?  E as rimas, como são? O refrão que se repete?
  6. Registrar  todas as características percebidas.

Sequência didática 5:

Nesta sequência didática, o professor deverá:

  1. Trabalhar os conteúdos da música: ritmo, duração, intensidade, altura, timbre; as características dos instrumentos musicais e a apreciação de obras musicais.
  2. Propor aos alunos atividades em grupo.
  3. Apresentar as atividades com as músicas, envolvendo tanto no seu aspecto gramatical, quanto os possíveis temas e a versificação.
  4. Orientar aos alunos a compor  letra da música  em grupo ou/e individual.
  5. Intervir no ensaio e apresentação do esboço da  música, sendo um dos sujeitos da dupla o interpréte, podendo, também, o autor ser interpréte.
  6. Propor aos alunos a intensificação dos ensaios, com suporte de artista/profissional.
  7. Sugestionar o  figurino e maquiagem dos intérpretes.

Sequência didática 6:

Nesta sequência didática, o professor deverá:

  1. Formar equipes de alunos para colaborar na preparação do cenário.
  2. Providenciar o som e o músico, com apoio da direção.
  3. Pedir a direção que convidem os jurados em parceria com a organização, se houver necessidade.
  4. Organizar a pauta de apresentação dos cantores/intérpretes.
  5. Coordenar o evento: a apresentação do Festival da Canção Estudantil ou ação correlata.

Autora: Robélia Aragão da Costa

(Professora/Coordenadora Pedagóca)