Viver com serenidade e coerência


Tirada com Lumia Selfie

 Tenho refletido bastante sobre como os momentos de nossas vidas podem ser continuamente permeados pela serenidade e coerência. A nossa  trajetória de vida carrega fatos que ficaram no passado ou nos acompanham com base para que outros ocorram. Temos um presente vivido conforme as cousas vão acontecendo, de modo planejado ou inesperado.  O que podemos  esperar do nosso futuro? Será que a nossa vida vai continuar do mesmo jeito?! Irão ser ressignificadas ou não? São as incertezas que impregnam a nossa existência. Cabe, então, acreditarmos que Deus sempre se fará presente em cada passo dado, de modo a evitar dores e prantos. Todavia, vamos procurar atentar para alguns pontos que considero essenciais:

  • Dignifiquem suas relações interpessoais;
  • Procurem amar o seu trabalho;
  • Agradeçam as oportunidades de aprendizagem que a vida lhes oferecem, quer seja nos momentos de alegria, quer seja nos de dor;
  • Ignorem tudo aquilo que não nos  faz bem, foquem as energias no que nos fortalecem;
  • Valorizem-se cada dia mais;
  • Calem-se quando não tiver certeza do que proferirão;
  • Respeitem as falhas do próximo;
  • Validem seus acertos e procurem perdoar suas falhas;
  • Cuidem da saúde, do seu entorno;
  • Alimentem o seu espírito com boas leituras, bons pensamentos e proveitosas conversas;
  • Não depositem expectativas demais nos outros;
  • Procurem agir em consonância com suas concepções constituídas ao longo de sua existência;
  • Encarem as pessoas como seres humanos passíveis de cometer falhas;
  • Evitem atitudes intempestivas;
  • Procurem preservar a identidade pessoal, explorando suas características, procurando alcançar aos seus anseios, respeitando suas batalhas e sonhando com sua felicidade.

Robélia Aragão

 

Lado a lado


Gsc28cb288-fab5-4a74-a6a5-3be2b69d1f3b[1]

Lado a lado..

Eu e meu amor, 

quer seja na alegria,

quer seja na dor.

Sempre presentes  um para o outro com maestria.

Desta vida nada levamos, 

a não ser  as narrativas construídas com veracidade,

impregnada pela reciprocidade.

Descobriremos caminhos

Lugares…

Pessoas…

Mas sempre priorizando nossos lares:

casa e corações , para de fato, estar lado a  lado.

Encontro desta natureza

Aconteceu em nossas vidas,  

porque alimentamos a inteireza.

Encontramos um ao outro –  almas gêmeas envolvidas.

Robélia Aragão

DESCULPA


Escuta serenamente
Quem te repele ou censura.
Há muito fel de amargura,
Em forma de maldição.

Às vezes quem te maltrata
Arrasta apenas consigo
Sede, fome e desabrigo
Por brasas no coração.

Quem te injuria e escarnece,
Na frase agressiva, azeda,
Em si sofre a labareda
Que verte do próprio mal.

Toda cólera é doença.
Aquele que se enraivece
Solicita o pão e a prece
Do socorro fraternal.

Muita gente cai nas trevas,
Por não achar, no caminho,
Brandura, silêncio e ninho,
No peito amigo de alguém.

Inda que ofensas te cubram
E lâminas te retalhem,
Que as tuas forças não falhem
Na força que espalha o bem.

Desculpa, constantemente,
O golpe, a pedrada, o insulto,
Apesar do pranto oculto,
Amargo, desolador!

Quem tolera e quem perdoa,
Embora de alma ferida,
Encontra, na própria vida,
O reino do Eterno Amor.

Fonte: Caminhos de Luz